Páginas SERgipanas

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

UMA AVALIAÇÃO BÍBLICA DA CULTURA

Meus caros,


2011 foi oportunidade para muitas atividades. Algumas bem-sucedidas, outras, nem tanto. Entre alegrias e decepções, uma delas me faz lembrar que valeu a pena.

Compartilho com vocês uma palestra ministrada no II ACAMPRAIA, organizado em junho/2011 pelos jovens da Igreja Presbiteriana de Simão Dias, na praia de Abaías, Estância, Sergipe.

Acesse: http://vimeo.com/34260905

UMA AVALIAÇÃO BÍBLICA DA CULTURA, dentro do tema geral O CRISTÃO A CULTURA, a partir do livro de Michael Horton.


Uma Avaliação Bíblica da Cultura - Rev. Gilmar Araujo Gomes from Gilmar Gomes on Vimeo.


A palestra total é de 1h30min, mas a gravação vai até 1h17min. Por isto, envio anexo o roteiro em power point, o que ajudará no entendimento geral.

Ao ver nossos jovens e adolescentes discutindo boa teologia, debatendo boa literatura e aumentando o desejo de glorificar a Deus com suas vidas, anima a caminhada para mais um ano de trabalho.

Temos mais 2 palestras. Com a devida autorização dos palestrantes, dividirei com vocês.


Deus seja louvado!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

CULTURA E ARTE NA PERSPECTIVA CRISTÃ REFORMADA



Meus caros,

Não deixem de assistir o vídeo em que o Pr. Guilherme de Carvalho fala sobre a proposta reformada de arte, cultura, politica e temas diversos sob a ótica de boa teologia e indo desaguar em considerações sobre a estética e, particularmente, a música, já que fala para o irmão Stênio Marcius, um excelente músico cristão que conheci em SP, juntamente com sua esposa Selma.





Guilherme de Carvalho dirige no Brasil o L'Abri (http://labri-brasil.blogspot.com/) ou (http://www.labribrasil.org/) - fica em Belo Horizonte/MG - , uma instituição cristã nascida nos alpes suíços com os esforços do missionário presbiteriano Francis Schaeffer (http://www.labri.org/), que recebia estudantes e pessoas com dúvidas sinceras sobre a vida, esperando respostas honestas para entender o mundo em volta de si. Suas respostas vinham sempre com muito aprofundamento teológico e interligação com o labor diário (nas artes, politica, religião) e formas de preparar o indivíduo para ouvir, com discernimento do Espírito Santo, a Palavra de Deus e então ser redimido por Cristo, o Verbo encarnado.


Deus os abençoe.

Gilmar Araujo Gomes

(79) 8822-3162 / 9137-6599www.presbiterianasd.blogspot.com
www.nortesergipe.blogspot.com
www.sergipano.blogspot.com

______________________________________________________________________________________________________________
"Ir contra consciência não é certo nem seguro"
Martinho Lutero.


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

REVOLUÇÕES ESTUDANTIS



Meus caros,

Está acontecendo em nossas universidades uma mobilização tão ou mais importante que as manifestações que vemos na TV acontecendo nos países árabes. Entendo até que são movimentos interligados, embora tomando viéis contrários um do outro (mas aí é outra história...). 

Assistir na TV a invasão da Reitoria da USP é fazer uma observação superficial. Para saber um pouco mais indico que leiam os artigos do jornalista Reinaldo Azevedo (http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/ ) ; uma discussão muito além do revanchismo, aberta ao debate onde são consideradas TODAS AS VARIÁVEIS do assunto, muito diferente do vesgo ideológico que assume nossa imprensa marrom.
 
De vez em quando passem lá.

O que isto tem a ver com você? Bem, muito do que encontramos nas discussões eleitorais, político-partidárias, no preço da conta de energia, na limpeza de sua rua, no preço do seu condomínio, nasce das mentes que passam por estas universidades e ali recebem doutrinamento ideológico.

A partir da anistia política (fins década de '70) nossas universidades vem sendo utilizadas como aparelho (instrumento) dos partidos e sindicatos. O local  que nasceu para ser franco em discussões de idéias diversas passou a ser INTOLERANTE e REACIONÁRIO, propagando apenas uma ou poucas vertentes de podere saber, tolhendo as demais, sobretudo as de linhas esquerdistas. Escolha as siglas que quiser: PT-PCO-PSTU-PGLB-BLÁ-BLÁ-BLÁ.

Um caso emblemático de como as informações não chegam ao grande público é de um dos líderes da tal 'ocupação' da USP (http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-menino-rafael-alves-29-e-seus-cinco-processos/) um estudante profissional de 29 anos que ficou 7 anos no curso de Letras, 'jubilado' por não ter se formado em tempo próprio, e voltando à USP em novo vestibular para passar mais anos à custa do direito de todos só para fazer promoção político-partidária.

Felizmente, vários diretórios estudantis no país (como da UnB, por exemplo) já estão se manifestando, lutando por mudanças.

Abaixo apresento vários artigos para leitura cuidadosa e necessária. Acreditem, entender o que está acontecendo é muito significante para a manutenção do nosso estado democrático de direito. 

Abraços,



 


 
 

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-que-diz-henrique-carneiro-professor-da-usp-um-dos-profetas-da-invasao-%E2%80%9Ce-o-capitalismo-que-vicia-e-proibe-as-drogas%E2%80%9D/

 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 
 

 








Gilmar Araujo Gomes

(79) 8822-3162 / 9137-6599
www.presbiterianasd.blogspot.com
www.nortesergipe.blogspot.com
www.sergipano.blogspot.com

______________________________________________________________________________________________________________
"Ir contra consciência não é certo nem seguro"
Martinho Lutero.


terça-feira, 18 de outubro de 2011

JORNALISMO PELEGO ou A RODA VIVA DO COMUNISMO NO BRASIL

O jornalismo pelego continua vociferando contra qualquer versão da história que não aceite os comunistas como heróis do Brasil. Ontem, no programa RODA VIDA, da TV Cultura, tivemos outra triste prova. Uma vergonha nacional. Se você não tem medo da verdade acompanhe os seguintes registros:


O CABO ANSELMO NO RODA VIVA
 http://www.midiasemmascara.org/mediawatch/outros/12500-o-cabo-anselmo-no-roda-viva.html
 
ALERTA TOTAL: O "Cabo" Anselmo abre o jogo ao Dextra
 http://www.alertatotal.net/2011/04/cabo-anselmo-abre-o-jogo-ao-dextra.html
 


Reserve um tempo para assistir uma ENTREVISTA DE VERDADE, onde o entrevistado pode contar a história completa, sem pseudo-jornalista pago para interromper as respostas cruciais e sem medo de fazer as perguntas certas.


DEXTRA: Entrevista exclusiva com José Anselmo dos Santos, o Cabo Anselmo
 http://www.youtube.com/watch?v=XflaL-HB4PM&feature=player_embedded
 

 
 
ALERTA TOTAL: O massacre do Anselmo no Roda Viva
http://www.alertatotal.net/2011/10/o-massacre-do-anselmo-no-roda-viva.html




A questão aqui não é somente defender um SERgipano, mas que seja manifesta a verdade dos fatos em mais um dos muitos episódios mal explicados de nossa história nacional.


BASTIDORES DO RODA VIDA - conversa após o programa




 sub lege libertas

sábado, 1 de outubro de 2011

O CUSTO DO DOUTORADO ou Tudo pela causa, digo, HONORIS CAUSA


O CUSTO DO DOUTORADO

Já são quantos? Seis? Cacildis!!! Como Mussum diria o plural de HONORIS CAUSA, seria HONORIS CAUSIS ???? Em tempos de louvor ao apedeuta que se vangloria por não gostar de estudar e nem ter diploma (até ter deixado o Planalto, a maior de todas as faculdades...que tem se prestado a causas poucos honoráveis dos companheiros), faz bem entender o custo-Brasil de um canudo ideológico.

O "doutorado" de Lula em Coimbra custa U$ 20 milhões. Por ano.

Está explicado o verdadeiro motivo para homenagem feita ao "Doutor" Lula pela Universidade de Coimbra. 10% do alunado da prestigiosa universidade (apenas no Brasil) é composta por bolsistas brasileiros. Nem a Espanha, ali ao lado, manda tanto aluno para a UC. As bolsas são pagas pelo governo brasileiro. Ontem, 900 bolsistas brasileiros formaram uma barulhenta claque paga para aplaudir o doutoramento do iletrado. Juntos estes bolsistas recebem, por ano, da Capes, cerca de U$ 20 milhões para estudar lá fora. O quanto é pago para Coimbra não é conhecido, mas deve ser basicamente a mesma coisa. Quem não fala inglês, francês ou italiano, costuma buscar o canudo em dinossauros como Coimbra em Portugal, Lion na Espanha ou o Museo Argentino, no vizinho ao lado. O unico ônus é ter que, uma vez na vida  e outra na morte, aplaudir um Lula virando doutor. Mas, como diria o poeta português Fernando Pessoa, tudo vale a pena, se a bolsa , ops!, se a alma não é pequena



Como se lê, tudo pela causa, digo, honoris causa!!!!


sub lege libertas

sábado, 17 de setembro de 2011

EU VI: POESIA EM MOVIMENTO

Meus caros,


Temos o prazer de indicar uma ótima reflexão poética transformada em canção. Diante do atual estado de coisas no quadro politico de nossa nação, esta antiga poesia transformada em canção mostra-se uma reflexão necessária.

VÍDEO 2


http://www.youtube.com/watch?v=MtR0R0_0ASo&feature=player_embedded

Letra do Prof. Presbítero UDILSON SOARES RIBEIRO

Música: Lupércio Damasceno

Interpretação: Rosa (voz), Adelino (violão)



VÍDEO 1




http://www.youtube.com/watch?v=-6mYUr30Hz4&feature=related

Letra do Prof. Presbítero UDILSON SOARES RIBEIRO

Música: Lupércio Damasceno

Interpretação: Lupércio Damasceno (voz), [artista não identificado] (violão)


SUB LEGE LIBERTAS

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

HORMÔNIOS CÍVICOS

NOTA - O presente texto foi elaborado em maio/2011 como refutação a passeata e manifestação pública de homossexuais pelas ruas da cidade onde habito. Desde então aguardando o artigo ser publicado em jornal de circulação local, evitei tornar público este texto para não contrapor o princípio de exclusividade da matéria, o que faço agora depois que o referido periódico foi lançado na última semana.


HORMÔNIOS CÍVICOS

A pitoresca cidade de Simão Dias testemunhou no dia do trabalhador um momento de grandeza cívica. Não me refiro aos fiéis cristãos que se dirigiam ordeiramente aos cultos religiosos neste importante dia para a cristandade: o dia da ressurreição do Senhor Jesus Cristo. Aspecto tão ordeiro e salutar que seu valor passa despercebido, como um coração que bate ou uma respiração que ofega, sem ao menos notá-los, se estivermos bem de saúde. Não. Refiro-me à máscula expressão de liberdade ainda existente em nosso país, garantida pelo Estado de Direito que, até então, temos vivenciado. Inclusive na pitoresca cidade do vaqueiro. Liberdade tal que assegura às chamadas minorias o livre direito de constrangerem os valores cristãos da subentendida maioria. Direitos assegurados aos que se entendem desassistidos de leis que lhes promovam a imposição de uma interpretação radicalmente afeminada de nossa Carta Magna.

Hormônios à toda prova, é preciso ser muito macho para empreender tão ouriçado cortejo. Entre tranças, plumas e paetês, homens queriam nos fazer crer que homens não eram, sendo que homens são. E então, onde estaria o problema, nos olhos ou no senso comum? Nos hormônios ou nos neurônios? A civilidade, sempre recatada e prenhe de pudores, nos omite respostas.

Porém, perguntas sinceras carecem de respostas honestas. E elas poderiam vir por meio da lógica formal, fundamentada em três princípios: de identidade, de não-contradição e do terceiro excluído. O princípio de identidade ensina que o que é, é e pronto. Representa-se pelo modelo H=H, logo, H não pode ser M. Suponhamos que a dona Civilidade, prenhe de pudores, dê à luz o primeiro filho. A dra. Lógica, obstetra experiente, diz “Este é H=Homem”, mas a mãe grita do outro lado da cama: “Não. H não é H. H é M. H=Mulher!!”. Quem estaria com a razão?? Por mais que os hormônios da gestação politicamente correta tendam a ludibriar a dona Civilidade, os olhos e o senso comum da dra. Lógica estão certos por estarem em consonância com a natureza da criação. E identidade é um problema básico neste assunto.

Este trauma pós-parto nunca foi esquecido, sobretudo pelo ensino que lhe inculcou sua mãe, dona Civilidade, que fiada em seu nome muitas sandices praticava. Tal ignomínia ficava agravada na escola quando a professora fazia a chamada de aula: A? Presente. B? Presente. C? Presente... Na hora de chamar H ele não queria responder se não lhe chamasse de M. Foi difícil. Até que a professora lhe explicasse o princípio da não-contradição, no qual H=H e nunca pode ser não-H. Porque não-H é outra coisa que H não era. H é H. Nasceu H e há de permanecer H até a morte, quando haverá de prestar contas ao Criador, sobretudo se quiser fingir ser não-H, alterando o modo natural das coisas.

Mas antes de envelhecer para morte, supunhamos o crescimento de H. Emancipado e auto-afirmado, participante ativo das lutas de gênero, percebe-se no espelho da barbearia e pede para si um corte que não condiz com sua masculinidade. O barbeiro, portador de uma moral às antigas, argumenta que não fará tal serviço por ser próprio do gênero feminino, um corte próprio de quem nasceu M. O Sr. H acaba de aprender com o barbeiro o princípio do terceiro excluído, no qual o indivíduo é H ou M, não existindo uma terceira possibilidade, terceira via, terceiro sexo. Como se chama mesmo este princípio? Terceiro excluído. Pronto, tá criado o problema! Minorias ao ataque por se acharem excluídas, e que venha o PLC122/06!!!

Mas se a lógica não servir para argumentar, recorramos à história. Só vale a verdadeira História (note o H), afeita aos fatos e não às ideologias comezinhas dos ditos oprimidos. E façamos um esforço mental hercúleo, como se possível fosse pensar depois de defenestrar a lógica em detrimento da vaidade. Supondo que fosse possível, alistemos algumas das várias e nobres culturas e civilizações que perpetraram algum saber, moral, progresso ou legado glorioso às futuras gerações a despeito de seus cultos fálicos e torpezas carnais...Hummm, vejamos...Pompéia? Não vale. O Vesúvio não deixou. Sodoma? Não vale. O fogo e o enxofre não deixaram. A ilha de Lesbos? Não vale. A boa literatura não permitiu...humm...tá difícil. Já sei: Alexandre o Grande! Não vale. Não resistiu a uma febre tropical; morreu vencido pelo mosquito antes de ver seu império dominado pelos romanos. E os romanos? Ah, sim, os romanos. Também não vale: exemplo de testosterona em marcha, com seus imperadores impudicos, foram vencidos mais por suas próprias degenerescências que por seus inimigos bárbaros. Agostinho estava certo, a cidade dos homens sempre rui ante a perenidade moral da cidade de Deus e seus valores cristãos.

Quem sabe hoje, em tempos tão pós-pós-pós-modernos, os cientistas continuem tentando esforços de embriologia para fazer nascer in vitro sementes da união de semelhantes assexuados. Os segracionistas das teorias eugênicas amariam, pois não precisariam mais recorrer a Robert Malthus para desencorajar o crescimento populacional, em receio da falta de alimentos. Não seria a comida que acabaria, mas as pessoas. Em tempo: adotar criança para gerar cultural sodômica não resolve a equação.

Bem, se a lógica não serve para explicar tamanha civilidade, nem a história, ou sociologia, ou embriologia, ou economia, qual a resposta honesta para os corações sinceros? A resposta está em nos rendermos à viril Verdade. Tem que estar bem seguro de si para ler o que vem abaixo. Você ‘se garante’? Então, leia:

18 A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça; 19 porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. 20 Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis; 21 porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato. 22 Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos 23 e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, bem como de aves, quadrúpedes e répteis. 24 Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si; 25 pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém! 26 Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; 27 semelhantemente, os homens também, deixando o contacto natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro. 28 E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes, 29 cheios de toda injustiça, malícia, avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade; sendo difamadores, 30 caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais, 31 insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia. 32 Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem.
(Apóstolo Paulo escrevendo aos Romanos 1.18-32)


...Arrependei-vos e crede no Evangelho.
(Marcos 1.15)


Rev. Gilmar Araujo Gomes
Teólogo com H
“...porque nada podemos contra a verdade, senão em favor da própria verdade.” (2Co 13.8)


Esse texto são concepções pessoais no uso da livre expressão de pensamento que garante o art. 5° da Constituição Federal .
 
 
SUB LEGE LIBERTAS
 

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

MAIS DO MESMO

Por quê:
- os telejornais só são apresentados por casais?
- estes casais só sentam em mesma posição: homens à esquerda, mulheres à direita?
- os programas de entrevistas, modelo talk show, sempre começam com uma seqüência de piadas sem graça?
- estes programas recebem convidados sentados à esquerda e seus apresentadores à direita atrás de um  balcão?
- estas bobagens não passam despercebidas????? Por quê???

quarta-feira, 25 de maio de 2011

ANTES A DEUS QUE AOS HOMENS - parte 2





Parte final da entrevista do Dr. Enéas Carneiro, realizada em 1994 no Programa Roda Viva da TV Cultura, por ocasião das eleições presidenciais. Verdades e lucidez que não podem ser desconsideradas.

Passados os anos, observando sem as paixões ideológicas, percebe-se quão infantil e tendenciosa é a tentativa de conduzir as respostas do entrevistado ao agrado dos ouvidos do jornalismo 'politicamente correto' a serviço da imprensa marrom. Que mediocridade perpetua-se em terras de Vera Cruz!! Que vergonha para uma profissão tão nobre como o jornalismo deveria ser, inclusive no Brasil (sic!).

A entrevista completa pode ser vista a partir do endereço abaixo.
http://www.youtube.com/watch?v=5dtK1LB-ev4&feature=related
Note-se nesta entrevista completa como os jornalistas não permitem que o Dr Enéas complete seu racicínio lógico nem se aprofunde em grandes temas para o desenvolvimento do país.


SUB LEGE LIBERTAS

sábado, 21 de maio de 2011

ex libris

"É divertidíssima a esquizofrenia de nossos artistas e
intelectuais de esquerda: admiram o socialismo de Fidel Castro, mas
adoram também três coisas que só o capitalismo sabe dar: bons
cachês em moeda forte; ausência de censura e consumismo burguês. Trata-se de filhos de Marx numa transa adúltera com a Coca-Cola..."
Roberto Campos


ALGUMAS FONTES DESTA CITAÇÃO:

http://rodrigoconstantino.blogspot.com/2007/12/um-sculo-de-hipocrisia.html

http://www.asa.org.br/boletim/123/123_beco.htm

http://www.averdadesufocada.com/index.php?option=com_content&task=view&id=239


SUB LEGE LIBERTAS


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

FOTO DO DIA

FLAGRA!!!!

A insustentável leveza do SER REVOLUCIONÁRIO.


A riot policeman jumps over the rear of a car near anti-government protesters in downtown Cairo
Reuters/Amr Abdallah Dalsh




Fonte: http://www.english.rfi.fr/africa/20110125-egyptian-protesters-say-tunisia-solution

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

A ÉTICA RELATIVA DE AGUR



Leia Provébios 30.7-9 que transcrevo e reflita em seus termos.

7 Duas coisas te peço; não mas negues, antes que eu morra:  8 afasta de mim a falsidade e a mentira; não me dês nem a pobreza nem a riqueza; dá-me o pão que me for necessário;  9 para não suceder que, estando eu farto, te negue e diga: Quem é o SENHOR? Ou que, empobrecido, venha a furtar e profane o nome de Deus.


Esta é uma passagem que registra a prática da ética relativa. Nela, Agur dirige-se a Deus num tom de suposta piedade e roga a Ele uma série de benefícios para seu bem-estar na vida e, em ‘troca’, oferece a Deus o compromisso de ser uma pessoa ‘bem comportada’. Isto é uma ética relativa, um compromisso cheio de condicionantes, ou seja, ‘só serei fiel se receber isto ou aquilo.’ Agur, como homem e pecador, tratou Deus como um seu igual (Salmo 50.21).


Recentemente, a política de nosso país mostrou-nos mais um exemplo de sua ética relativa. Dizendo lutar ‘pelo povo’, os líderes dos grandes partidos ameaçavam o Governo Federal de aumentar o valor do salário mínimo, prejudicando o orçamento já estabelecido. O povo ficou de cobaia, sendo refém da manobra de ameaça na luta por mais cargos públicos. Perguntamos: se já era possível ter aumentado o salário, por que não brigaram por nós antes de seus interesses estarem em jogo? Respondemos: a ética relativa foi usada; afinal, se os políticos fossem satisfeitos eles seriam ‘bons moços’ comportadinhos.

Antes de ficarmos indignados com os ímpios que fazem a política de nosso país, consideremos a prática dos piedosos na igreja: quantas vezes nós também agimos com ética relativa na igreja de Deus? Perceba como fazemos nossas orações: se Deus atender nossos pedidos seremos ‘bons moços’ comportados! Se o irmão não me repreender em meu pecado, eu não brigo com ele. Enquanto o pastor não me exortar, não diminuo minha consideração por ele. Se eu trouxer o dízimo, Deus será obrigado a me abençoar (Malaquias 3.10). Responda sinceramente: Será que temos agido na igreja motivados por interesses próprios, talvez pela nossa vaidade ou carência de elogios humanos? Quantas de nossas ações são livres de barganha com Deus e com os homens? Fazemos para Deus ou para preencher relatórios? etc., etc. E assim vivemos o dia-a-dia de nossa ética relativa.

O fato de lermos na Bíblia as intenções do coração de Agur não significa que Deus tenha aprovado essas suas petições. Está registrado para nosso conhecimento e aprendizado mas, pelo Espírito que inspirou esta Palavra, entendemos quão errada era sua prática de vida, expressando uma ética relativa. A Bíblia, Palavra de Deus sem erros e sem falha, expõe os pensamentos do coração (Salmo 19.11-14; 2Tm 3.16,17; Hb 4.12), e nos corrige para nosso bem. Por isto, lá estão registrados esses pedidos como um espelho da nossa própria alma para nossa consideração e quebrantamento.

Meus irmãos, somos todos humanos, somos todos pecadores e nosso coração precisa sempre ser santificado pelo Espírito que habita em nós. Consultemos nosso coração à luz da Palavra de Deus, avaliemos nossos gestos, nossas palavras, nossos pensamentos e nossas intenções. Reformemos nossas vidas e então deixemos de barganhar com Deus e de manipular os homens por meio de uma ética relativa, mas passemos a viver uma ética absoluta, ou seja, uma ética verdadeiramente cristã.



Rev. Gilmar Araújo Gomes

Conservo em Cristo



Transcrito no boletim da Igreja Presbiteriana de Simão Dias, do dia 19-janeiro-2011.

sábado, 15 de janeiro de 2011

O BBB voltou... meus pêsames, Brasil.

Leia o texto abaixo e reconsidere sua ética e coerência cristãs:
__________________________________________________


Devemos parar de assistir ao BBB só por causa de um beijo gay?

Por Kenneth Edward Wieske, VDM

Parar de assistir BBB? Por causa de um beijo? Você está brincando?

E todos estes anos que o BBB está cheio de todo tipo de imoralidade "heterosexual"?

E todos estes anos, que a GLOBO e as demais emissoras estão jorrando para dentro da sua casa incontáveis horas de adultério, ódio, mentira, blasfêmia, sensualidade, assassinato, infidelidade, cobiça, imodéstia, imoralidade, avareza, ociosidade, tolice, imundice, irreligiosidade, e tantas coisas semelhantes?

Você engole tudo isto, e depois por causa de um beijo vai parar de assistir UM programa?

Que Cristianismo radical! Que santidade impressionante! Quem somos nós para decidir que assistir dois homens beijando é nojento, enquanto assistimos com maior calma e prazer a novela e o filme na qual quase todo mudo está fornicando com tudo mundo, ou vivendo em adultério e eu não sei quantos mais pecados?

Meu irmão, não é tempo para a comunidade "evangélica" parar de assistir a GLOBO. É tempo para a comunidade "evangélica" confessar a Deus o seu mundanismo; é tempo para a comunidade evangélica aprender o que é a verdadeira conversão, o verdadeiro arrependimento, a verdadeira busca pela santidade, o verdadeiro anseio pela pureza e santificação que só o Espírito Santo concede. É o tempo para a comunidade evangélica constatar, com vergonha e horror, que nossos hábitos de assistir televisão não são diferentes em quase nada dos hábitos daqueles que estão indo para o inferno.

É tempo para a comunidade evangélica aprender com Jó, que fez uma aliança com os seus olhos. Precisamos fazer uma aliança com os nossos olhos, para não olhar nem o pecado nem aquilo que nos induza ao pecado.

Um bom início seria mudar radicalmente os nossos hábitos quanto a assistir a televisão. Seria bom selecionarmos a dedo aquilo que passará em nossa tela; talvez fazendo uso de DVDs cuidadosamente selecionados.

E, falando de DVDs: se nós evangélicos temos DVDs pirateados em nossa prateleira, como é possível ficarmos tão chocados pelo beijo homossexual? O apóstolo Paulo, em 1 Cor 6, nos diz que os que vivem no pecado de homossexualismo não herdarão o reino de Deus. Mas no versículo seguinte, ele também nos ensina que os ladrões e roubadores igualmente ficarão fora.

Quando é que a Igreja vai aprender que o pecado é, por definição, algo que ofende a santidade de DEUS, e não deve ser avaliado conforme o grau de repúdio que causa em nós, pecadores? Pois este DVD pirateado, que jaz na prateleira de muitos evangélicos, é tão nojento e abominável a Deus quanto um beijo homossexual.

Estes dois homens que se beijaram, estão vivendo conforme a crença e "fé" deles. Seria tão bom se nós Cristãos aprendêssemos fazer o mesmo: viver conforme a nossa crença e fé, aplicando-a de uma forma coerente e consequente em nossas vidas.

____________________________
Kenneth Edward Wieske é pastor da Igreja Reformada do Grande Recife

http://blogdoseleitos.blogspot.com/2010/01/devemos-parar-de-assistir-ao-bbb-so-por.html#axzz1B7PAZjZe

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

UM RESUMO IDEOLÓGICO

Lulismo à parte, todo brasileiro ciente de sua época deveria ler este artigo. Abraços, eu.
___________________________________________________________

Um ato de rotina

Definitivamente, ninguém na grande mídia, nos altos círculos da Itália
ou dos EUA tem a menor ideia de quem é, de fato, Luís Inácio Lula da Silva.

Quem não sabia, com meses de antecedência, que o Sr. Luiz Inácio iria jogar
o peso da sua autoridade de presidente numa última cartada espetacular em favor
do terrorismo internacional? Quem não sabia que Cesare Battisti,
ao fugir para o Brasil, escolhera o melhor lugar do mundo para tipos como ele,
o abrigo infalível de terroristas e narcotraficantes?

"Quem não sabia?" Que pergunta mais idiota. Eu sabia, meus colegas
e leitores do Diário do Comércio sabiam, a parcela ínfima da população brasileira
que se mantém informada sabia e, é claro, a turma do Foro de São Paulo sabia.
O resto da humanidade esperava de Lula outra atitude, simetricamente inversa,
compatível com a imagem estereotipada de estadista sereno e pragmático que
a mídia internacional forjou para torná-lo atraente aos investidores.

De toda parte, as reações indignadas ao gesto de solicitude paternal do
nosso ex-presidente para com um notório terrorista e assassino vieram com a
expressão de surpresa e desencanto do marido enganado que, até a véspera,
confiava cegamente na esposa. Definitivamente, ninguém na grande mídia
ou nos altos círculos da Itália, de qualquer outro país europeu ou dos EUA tem
ou quer ter a menor ideia de quem é Luís Inácio Lula da Silva.

Sem a mais leve pretensão de infundir nas cabeças dessas criaturas
um conhecimento que não desejam, do qual fogem como da peste,
assinalo aqui alguns lances memoráveis do curriculum vitae do ex-presidente:

1.Ele teve como seu mentor espiritual, desde a juventude até a velhice,
o ex-frade Carlos Alberto Libânio Christo, o Frei Betto, colaborador fiel do governo
de Fidel Castro e co-autor da Constituição Cubana. Jamais renegou o guru.

2.Logo após a queda da URSS, aderiu ao lema "reconquistar na América Latina
o que perdemos no Leste Europeu" e para isso fundou em 1990
e presidiu por doze anos o Foro de São Paulo, coordenação estratégica
do movimento comunista na América Latina, irmanando num plano estratégico
abrangente partidos legais e organizações criminosas. Em comunicado oficial
no 15º aniversário do Foro, as Farc, Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia,
reconheceram que essa iniciativa salvara da extinção iminente o movimento
comunista internacional.

3. Ao eleger-se presidente, fingiu afastar-se do Foro de São Paulo
mas continuou extra-oficialmente no comando da entidade por meio
do ministro Marco Aurélio Garcia e do assessor de imprensa Gilberto Carvalho.

4. Jurando não ter tido jamais qualquer contato com as Farc, presidiu assembléias
do Foro ao lado de Manuel Marulanda, comandante da narcoguerrilha colombiana,
e permitiu que membros do seu governo, junto com figuras estelares do seu partido,
se associassem a Marulanda na direção da mais importante revista de
debates internos do movimento comunista no continente, America Libre.

5. Durante seu governo, muitos concorrentes e dissidentes das Farc
foram perseguidos e presos no Brasil, enquanto os agentes da organização
operavam livremente no território nacional, não só distribuindo drogas,
mas fornecendo armas e treinamento a quadrilhas de bandidos locais
e aos militantes do MST, protegidos do governo. Quando o representante
das Farc no país, Olivério Medina, foi preso pela Polícia Federal, o partido
e o governo de Lula se mobilizaram para libertá-lo, dando-lhe, de quebra,
a cidadania brasileira e emprego oficial para sua esposa no ministério então chefiado
pela atual presidente da República, Dilma Rousseff (que negou envolvimento no caso
até que sua assinatura no decreto de nomeação fosse publicada na imprensa).
O único militante farqueano que permaneceu preso no Brasil foi
Juan Carlos Ramirez Abadia. Esta exceção explica-se porque o referido,
agindo evidentemente à margem das Farc, se envolveu num plano para
sequestrar o filho de Lula, Luís Cláudio.

6. O governo Lula sempre rejeitou o pedido colombiano de aplicar às Farc
o qualificativo oficial de "organização terrorista", propondo, ao contrário,
que a quadrilha de narcotraficantes fosse premiada por seus crimes mediante
a anistia geral e a transmutação da coisa em partido político legal.

7. Em dois discursos oficiais, publicados no site da Presidência da República
mas jamais noticiados por qualquer órgão de mídia no Brasil, ele confessou
a interferência direta do Foro e de São Paulo e dele próprio na política interna
da Venezuela e de outros países, para colocar e manter no poder tipos como
Hugo Chávez, Morales e tutti quanti.

8. É verdade que, no campo econômico, Lula se comportou direitinho e fez tudo
quanto o Banco Mundial mandou. Mas só agiria de outro modo se fosse louco.
Se o próprio Lenin fez o diabo para acalmar e seduzir os investidores internacionais
enquanto consolidava o poder interno dos comunistas na Rússia,
por que haveria Lula de entrar em guerra com o capitalismo planetário enquanto
ia discretamente ajudando a entregar aos agentes do Foro de São Paulo
o controle de várias nações latino-americanas?

A tática da dupla face funcionou tão bem que, numa mesma semana,
ele foi homenageado pelo Foro Econômico de Davos por sua adesão
ao capitalismo e no Foro de São Paulo por sua fidelidade ao comunismo.

Os que agora explodem de cólera ante a proteção que ele deu a Cesare Battisti
só conhecem, decerto, a primeira face. Por isso vêem nessa decisão obscena
uma exceção repentina, incoerente, inexplicável. Quem conhece a segunda
entende que foi um ato de rotina, o último de uma longa série.
Incoerência é uma coisa, duplicidade é outra.

Olavo de Carvalho, 6/1/2011 - 20h16

Olavo de Carvalho é ensaísta, jornalista e professor de Filosofia
Fonte: http://www.dcomercio.com.br/materia.aspx?id=59779&canal=14




ÁUDIO - Novo Testamento

Operação LAVA JATO

Operação LAVA JATO
Operação LAVA JATO

Nosso recall - AS MAIS ACESSADAS

GUERRILHA

Palavras-chave para encontrar as mensagens afins

'picou o fumo' (1) 1859 (1) 1984 (1) 83 anos (1) A Revolução dos Bichos (1) Abel (1) aborto (1) abstinência (1) ABU (1) Academia (2) acústico (1) Aécio (1) aforismo (6) Agur (1) Alagoas (1) Alexander Blackford (1) Alexandria (1) aliança (2) aloprados (5) Améria Latina (1) América Latina (2) Amigos (1) anticomunismo (18) Anticristo (2) Antony Muller (1) Apologética (8) apostila (1) Aracaju (1) arte (13) AT (1) ateísmo (1) atualização (1) aula (4) banda mais bonita da cidade (2) Bandeira Nacional (1) Barack Obama (3) Batistas do Brasil (1) batistões (1) BBC (1) bênção (1) Bené Barbosa (1) Bento XVI (1) Betânia (1) Bíblia (10) biologia (1) Brasil (29) Bruno Garschagen (1) C. S. Lewis (4) Cabo Anselmo (1) Caim (1) Caio Fábio (2) Calvário (1) calvinistas (5) Calvino500 (5) canções (8) Capitalismo (2) Casa Editora Presbiteriana (1) casamento (1) castidade (1) CEP (1) ciência (3) cinema (1) citações (2) compromisso (3) comunidades (1) comunismo (12) Confissão de Fé (3) Confissão de Fé da Guanabara (3) Confissão de Fé de Westminster (1) consciência cristã (2) conservadores (7) Constituição Federal (2) Copa do Mundo (1) Cornelius van Til (1) corrupção (4) Cosmovisão (3) CPAJ (1) cria (1) CRIAÇÃO-QUEDA-REDENÇÃO (2) criacionismo (2) cristianismo (9) Cuba (5) cultura (7) curiosidades (1) curso (2) D. Pedro II (1) Darth Vader (1) Darwin (1) darwinismo (1) Davi Charles Gomes (1) David Portela (1) debate (2) DEM (2) Democracia (3) dengue (2) depravação total (1) descaso (3) Desenho Inteligente (1) desmando (1) Deus (1) DI (1) Dilma (10) direita (5) direito (2) distopia (1) ditadura (8) Ditadura gay (7) documentário (1) doutorado (1) Drummond de Andrade (1) Duran Duran (1) eclesiologia (1) economia (5) Ed René Kivitz (1) Editora FIEL (1) Eduardo Galeano (1) Eduardo Mano (1) Edward Elgar (1) Egito (2) Eleição (2) eleições (9) Enéas Carneiro (1) EPL (1) escândalo (1) Escola Austríaca (1) esperança (1) espiritualidade (1) esquerda (6) Estado (2) Estudantes Pela Liberdade (2) ética (2) EUA (4) evangelismo reformado (2) Evangelização (6) exegese (1) Exército Brasileiro (2) Exposições Bíblicas (6) Família (1) Fança (1) FARC (2) fascismo (1) (5) fé reformada (3) felicidade (1) Felipe Moura (1) Fernanda Takai (1) Fernando Pessoa (1) Fidel Castro (2) FIFA (2) filme (1) filosofia (6) Forças Especiais (1) formatura (1) Foro São Paulo (5) foto (4) França Antártica (3) Francis Shaeffer (3) Francisco Leonardo Schalkwijk (1) futebol (2) futebolatria (1) Gabriel Melo (1) Gênesis (1) gente (1) George Orwell (2) George W. Bush (1) Gladir Cabral (1) Gordon Clark (1) governo (5) governo mundial (1) graça comum (2) Guilherme de Carvalho (2) Habreus (1) hangout (1) Hermann Dooyeweerd (2) hermenêutica (1) hetero (2) hipocrisia (1) história (2) homenagem (1) Hugo Chaves (2) huguenotes (2) Humberto Gessinger (1) Humor (9) identidade (1) ideologia de gênero (1) idolatria (2) Igreja (5) Igreja Presbiteriana (8) Igreja Presbiteriana da Escócia (1) igreja romana (1) incoerência (1) indiferença (1) Ìndio da Costa (1) Inerrância bíblica (4) Intelligent Design (1) internet (1) IP Simão Dias (4) IPB (7) IPB150 (2) IPSD (1) ironia (1) Itaporanga Dajuda (1) Jan Lievens (1) Jesus Cristo (5) JMC (2) (1) João Calvino (6) João Pereira Coutinho (1) John MacArthur (1) John Piper (1) Jorge Camargo (1) Jorge Rheder (1) José Anselmo dos Santos (1) Josh McDowell (1) julgamento do mensalão (1) KGB (1) Kim Kataguiri (1) L'Abri Brasil (2) Lagarto (3) Laranjeiras (1) Laudelino Freire (1) leis (2) liberais (2) liberalismo econômico (5) liberalismo teológico (2) liberdade de expressão (2) Liberte-SE UFS (1) lirismo (1) literatura (1) livros (4) Lobão (1) lógica (1) Ludgero Bonilha (1) Ludwig von Mises (1) Luiz Felipe Pondé (2) LULA-PT (20) Lupércio Damasceno (1) mães (1) mal (1) maldição (2) mandato cultural (2) manutenção (1) mapas (1) Marcos Almeida (1) Marcos Eberlin (1) Marina (1) Mark Dever (1) Martinho Lutero (2) mártires (1) Marx (2) marxismo (2) masculinidade (1) Mauricio Pereira (1) Mauro Abranches (1) Max Weber (1) médicos cubanos (1) mensalão (1) mentira (2) método histórico-gramatical (1) Milton Friedman (1) Ministério FIEL (1) Mises Brasil (1) missões presbiterianas (1) Mocidade Presbiteriana (1) movimento gospel (2) Movimento Viva Brasil (1) Mr. Bean (1) MST (1) música (18) nacionalismo (1) Nancy Pearcey (1) Nárnia (1) Natal (2) natureza (1) Nelson Bomilcar (2) neopentecostalismo (1) Nova Ordem Mundial (1) NT (1) nutrição (1) Olavo de Carvalho (4) oração (2) Os Trabalhadores do Mar (1) Paixão de Cristo (1) Palavra de Deus (6) Palavrantiga (1) palestra (1) Papa (2) PAPAweek (1) Paraguai (1) páscoa (1) pastorado (1) Pato Fu (1) pátria (1) Patrocínio (1) Paulinho Marota (1) Paulo Autran (1) pecado (9) pérolas (2) pesquisa (1) PeTralhas (17) piedade (1) poesia (18) policial (1) política (36) Pregação (3) Presb. Udilson Soares Ribeiro (1) presbiterianismo (1) Presbiterianos em Sergipe (1) Prof. Dr. William de Siqueira Piauí (1) PRONA (1) propriedade privada (1) protesto (5) Provérbios (1) pureza (1) química (1) R. R. Tolkien (1) rádio (1) Rebanhão (1) redenção (1) Reforma Protestante (8) religião (2) resistência (1) ressurreição (1) Rev. Gilmar Araujo Gomes (7) Rev. Ruben Viana (1) revolta (2) revolução (6) Revolução Cultural (3) Revolução Francesa (1) rio São Francisco (1) Roberto Campos (1) Robespierre (1) Roda Viva (1) Rodrigo Lopés (1) Romanismo (3) Rookmaaker (1) Rowan Atkinson (1) Salomão (1) saúde (1) secularismo (3) seita (2) Semana Teológica (1) sergipano (6) Sergipe (8) sexo (2) shalom (1) Sibéria (1) Silvio Romero (1) Simão Dias (2) simbologia (2) símbolos cristãos (1) sistema conciliar (3) sistema de governo (7) sistema federativo (2) socialismo (2) Star Wars (1) Stênio Marcius (4) Suécia (1) Tabernáculo (1) Taiga (1) Taxonomia (1) tecnologia (1) televisão (1) teodiceia (1) Teologia (12) terrorismo (5) terrorista (2) Testemunho (4) Tiago Iorc (1) tirania (2) Tobias Barreto (1) totalitarismo (6) Trovoa (1) Tunísia (1) UFS (4) Universidade Presbiteriana Mackenzie (5) utopia (1) Verdade (3) Victor Hugo (1) vida (1) vida rústica (1) Vídeos (26) votos (1) Wittenberg (1) Zusha Music (1)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MAIS ALIMENTO

---------------------- Reina-Valera (RVR 1995) ---------------------- Nouvelle Edition de Genève (NEG1979) ---------------------- New International Version (NIV) ---------------------- ---------------------- ---------------------- FONTE: https://www.biblegateway.com/usage/votd/custom_votd/?version=NIV

CANÇÃO PARA JÓ - Gladir Cabral

https://w.soundcloud.com/player/?visual=true&url=https%3A%2F%2Fapi.soundcloud.com%2Ftracks%2F130150703&show_artwork=true&= FONTE: https://www.youtube.com/watch?v=TuWnsp1GML4