Páginas SERgipanas

sexta-feira, 25 de maio de 2012

PASTOR ou TEÓLOGO? (sic!!!!!)



Um irmão muito amado enviou-me para conhecimento um vídeo do conceituado pastor (ou teólogo???) John Piper no qual é entrevistado sobre sua opinão quanto ao pastor desejar e se esforçar por estudos no nível de doutorado. Sei que esse meu amigo não comunga com o argumento de Piper, mas o vídeo me permitiu momento para escrever sobre este que é um tema recorrente no debate entre as alas dos 'piedosos' contra os 'acadêmicos'. Se você é membro de uma igreja protestante já deve ter ouvido algo assim. A expressão mais comum é: "prefiro conhecer Jesus, estudar a Bíblia, mas não gosto de doutrina". Abaixo segue o link do vídeo e depois minhas considerações sobre o tema. Oh, dúvida cruel...

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=RjPBt35ksKI


1 - De pronto, ele erra na dissociação entre estudo acadêmico da Bíblia e estudo pastoral da Bíblia. Paulo era pastor ou acadêmico? Ele amava as ovelhas e conhecia os clássicos filosóficos de sua época. A dissociação pastor-teólogo não existe. Isto me lembra de alguns colegas do curso no seminário que viviam dizendo "quando terminar o curso, quero ser pastor não teólogo", no entanto (pasme!) eles estavam estudando TEOLOGIA e com a formação eles seriam TEÓLOGOS, quer gostassem ou não..

2 - O doutorado de Piper foi no NT, feito em Munich, sobre o texto "Amai vossos inimigos" (http://www.theopedia.com/John_Piper). Para que ele chegasse ao entendimento da passagem em questão, sem falar bobagem sobre o que ele defenderia na tese, era inevitável ler e ler muito sobre vários assuntos, favoráveis e contrários. Mas este método não é exclusivo do doutorado; tanto o mestrado quanto o bacharelado, se bem feitos, exigem o mesmo rigor, com menos volume de pesquisa. E a vida pastoral de pregação semanal, aconselhamento e ensino apologético também precisam ser feitos com este rigor: entendendo do assunto, lendo bastante, conhecendo opiniões pró e contra, mesmo estas vindas de incrédulos e liberais.

3 - Ele demonstrou uma confusão de papéis no assunto do dons: "...outros para evangelistas e outros para pastores e mestres" (Ef 4.11). Aplicando a lógica dele, no trato com as ovelhas de Jesus nem evangelistas nem pastores deveriam entender a diferenciação entre a doutrina bíblica e o ensino herético dos mórmons, TJ, adventistas, agnóticos, etc. Pois isto só se consegue com rigor nos estudos teológicos.

4 - Julgar que um só versículo não merece defesa é aceitar a possibilidade de que a Bíblia possa abrigar uns e outros pequenos versículos falíveis e poucos merecedores de aprofundada defesa quanto à sua inerrância e coerência com a Verdade (João 17.17; 8.32; 14.6). E para esta defesa da Verdade encontrada em cada versículo bíblico, a mesma que fundamenta o conselhamento e as pregações pastorais (inclusive dele, John Piper), é necessário estudo aplicado. Se o doutorado pouco vale, ele deveria apagar da mente as contribuições do estudo doutoral sempre que pregar neste versículo ou noutros que recebem implicações deste no entendimento bíblico. Isto eu não posso aferir, por ser foro íntimo. Mas sei que ele nunca mais pregou o "Amai vossos inimigos" do mesmo jeito, após o doutorado.

5 - Desvalorizando o estudo acadêmico, ele desmerece os grandes documentos teológicos da Igreja de Cristo (credos, confissões, catecismos, obras clássicas diversas) por serem produto do trabalho de grandes doutores em teologia, principalmente puritanos, os quais sempre foram reconhecidos por sua preocupação pastoral. Poderíamos aqui fazer uma distinção entre o ensino doutoral antes e depois da época iluminista, que tendeu a privilegiar o estudo especializado (saber cada vez mais sobre cada vez menos) em detrimento do ensino generalista da época medieval e renascentista, mas em nada ajudaria no argumento defendido por Piper.

6- Persistir nesta avaliação é, para John Piper, negar a fonte de sua própria projeção como líder cristão mundial, pois suas dezenas de publicações, o ministério Desiring God (http://www.desiringgod.org/) e demais realizações teológicas são nutridas na seiva que brota do tronco grosso conquistado no estudo para o doutorado e após ele. De 1974 para cá, ele vem colhendo o fruto deste esforço. Após seu doutorado ele passou 6 anos ensinando no Bethel College (1974-80), Minnesota, EUA; por certo isto deveu-se à sua formação doutoral. Sua produção acadêmica é tão vasta em temas importantes que o Bethel Seminary editou um livro com artigos de grandes teólogos só para analisar suas contribuições teológicas (http://bethelseminary.worldcat.org/title/for-the-fame-of-gods-name-essays-in-honor-of-john-piper/oclc/515436017.) Limitar esta visão desaconselhando os futuros pastores a buscarem estudos aprofundados é desejar que as gerações futuras somente se alimentem em caules finos.

7 - Concluindo esta avaliação, vale dizer que não sei se a Universidade de Munich tinha orientação liberal à sua época (1979-1974), levando-o a se aprofundar em discussões áridas fundamentadas em expoentes da Alta Crítica, o que lhe provocaria desânimo no estudo acadêmico, ou que o tenha encorajado a buscar as riquezas da Palavra de Deus como se vê em sua obra; mas se no vídeo acima ele foi coerente com o que realmente pensa (e eu acho que não) creio que Piper falou como um evangelista frustrado por ter perdido (sic!) tempo no estudo avançado das Escrituras no nível de um doutor. Sua mensagem neste vídeo só se sustenta nesta ótica: uma tentativa de se evitar que outros evangelistas pouco afeitos ao estudo se frustem como ele ao final de seu ministério essencialmente acadêmico e doutoral.

Para ser pastor, não é fundamental almejar o doutorado, mas desaconselhar o contrário é uma incoerência com a própria natureza do ministério pastoral: afadigar-se na Palavra. A vida pastoral é uma vida de estudo, com poucas ou muitas ferramentas acadêmicas, e todas submissas e aplicadas ao conhecimento de Deus, revelado em sua Palavra.

Doutorado nada serve? Vejam-se os frutos.

Nenhum comentário:

ÁUDIO - Novo Testamento

Operação LAVA JATO

Operação LAVA JATO
Operação LAVA JATO

Palavras-chave para encontrar as mensagens afins

'picou o fumo' (1) 1859 (1) 1984 (1) 83 anos (1) A Revolução dos Bichos (1) Abel (1) aborto (1) abstinência (1) ABU (1) Academia (2) acústico (1) Aécio (1) aforismo (6) Agur (1) Alagoas (1) Alexander Blackford (1) Alexandria (1) aliança (1) aloprados (5) Améria Latina (1) América Latina (2) Amigos (1) anticomunismo (18) Anticristo (2) Antony Muller (1) Apologética (8) apostila (1) Aracaju (1) arte (12) AT (1) ateísmo (1) atualização (1) aula (3) banda mais bonita da cidade (1) Bandeira Nacional (1) Barack Obama (3) Batistas do Brasil (1) batistões (1) BBC (1) bênção (1) Bené Barbosa (1) Bento XVI (1) Bíblia (9) biologia (1) Brasil (27) Bruno Garschagen (1) C. S. Lewis (4) Cabo Anselmo (1) Caim (1) Caio Fábio (2) Calvário (1) calvinistas (5) Calvino500 (5) canções (8) Capitalismo (2) Casa Editora Presbiteriana (1) casamento (1) castidade (1) CEP (1) ciência (3) cinema (1) citações (2) compromisso (3) comunidades (1) comunismo (12) Confissão de Fé (3) Confissão de Fé da Guanabara (3) Confissão de Fé de Westminster (1) consciência cristã (2) conservadores (7) Constituição Federal (2) Copa do Mundo (1) Cornelius van Til (1) corrupção (4) Cosmovisão (2) CPAJ (1) cria (1) CRIAÇÃO-QUEDA-REDENÇÃO (2) criacionismo (2) cristianismo (9) Cuba (5) cultura (5) curiosidades (1) curso (2) D. Pedro II (1) Darth Vader (1) Darwin (1) darwinismo (1) Davi Charles Gomes (1) David Portela (1) debate (2) DEM (2) Democracia (3) dengue (2) depravação total (1) descaso (3) Desenho Inteligente (1) desmando (1) Deus (1) DI (1) Dilma (10) direita (5) direito (2) distopia (1) ditadura (8) Ditadura gay (7) documentário (1) doutorado (1) Drummond de Andrade (1) Duran Duran (1) eclesiologia (1) economia (5) Ed René Kivitz (1) Editora FIEL (1) Eduardo Galeano (1) Eduardo Mano (1) Edward Elgar (1) Egito (2) Eleição (2) eleições (9) Enéas Carneiro (1) EPL (1) escândalo (1) Escola Austríaca (1) esperança (1) espiritualidade (1) esquerda (6) Estado (2) Estudantes Pela Liberdade (2) ética (2) EUA (4) evangelismo reformado (2) Evangelização (6) Exército Brasileiro (2) Exposições Bíblicas (5) Família (1) Fança (1) FARC (2) fascismo (1) (5) fé reformada (3) felicidade (1) Felipe Moura (1) Fernanda Takai (1) Fernando Pessoa (1) Fidel Castro (2) FIFA (2) filme (1) filosofia (6) Forças Especiais (1) formatura (1) Foro São Paulo (5) foto (2) França Antártica (3) Francis Shaeffer (3) Francisco Leonardo Schalkwijk (1) futebol (2) futebolatria (1) Gabriel Melo (1) Gênesis (1) gente (1) George Orwell (2) George W. Bush (1) Gladir Cabral (1) Gordon Clark (1) governo (5) governo mundial (1) graça comum (1) Guilherme de Carvalho (2) Habreus (1) hangout (1) Hermann Dooyeweerd (2) hetero (2) hipocrisia (1) história (2) homenagem (1) Hugo Chaves (2) huguenotes (2) Humberto Gessinger (1) Humor (9) identidade (1) ideologia de gênero (1) idolatria (2) Igreja (5) Igreja Presbiteriana (7) Igreja Presbiteriana da Escócia (1) igreja romana (1) incoerência (1) indiferença (1) Ìndio da Costa (1) Inerrância bíblica (4) Intelligent Design (1) internet (1) IP Simão Dias (4) IPB (7) IPB150 (2) IPSD (1) ironia (1) Itaporanga Dajuda (1) Jan Lievens (1) Jesus Cristo (5) JMC (2) (1) João Calvino (6) João Pereira Coutinho (1) John MacArthur (1) John Piper (1) Jorge Rheder (1) José Anselmo dos Santos (1) Josh McDowell (1) julgamento do mensalão (1) KGB (1) Kim Kataguiri (1) L'Abri Brasil (2) Laranjeiras (1) leis (2) liberais (2) liberalismo econômico (5) liberalismo teológico (2) liberdade de expressão (2) Liberte-SE UFS (1) literatura (1) livros (4) Lobão (1) lógica (1) Ludgero Bonilha (1) Ludwig von Mises (1) Luiz Felipe Pondé (2) LULA-PT (20) Lupércio Damasceno (1) mães (1) mal (1) maldição (2) mandato cultural (1) manutenção (1) mapas (1) Marcos Almeida (1) Marcos Eberlin (1) Marina (1) Mark Dever (1) Martinho Lutero (2) mártires (1) Marx (2) marxismo (2) masculinidade (1) Mauro Abranches (1) Max Weber (1) médicos cubanos (1) mensalão (1) mentira (2) Milton Friedman (1) Ministério FIEL (1) Mises Brasil (1) missões presbiterianas (1) Mocidade Presbiteriana (1) movimento gospel (2) Movimento Viva Brasil (1) Mr. Bean (1) MST (1) música (16) nacionalismo (1) Nancy Pearcey (1) Nárnia (1) Natal (2) natureza (1) Nelson Bomilcar (2) neopentecostalismo (1) Nova Ordem Mundial (1) NT (1) Olavo de Carvalho (4) oração (2) Os Trabalhadores do Mar (1) Paixão de Cristo (1) Palavra de Deus (6) Palavrantiga (1) palestra (1) Papa (2) PAPAweek (1) Paraguai (1) páscoa (1) pastorado (1) Pato Fu (1) pátria (1) Patrocínio (1) Paulinho Marota (1) Paulo Autran (1) pecado (9) pérolas (2) PeTralhas (17) piedade (1) poesia (14) policial (1) política (35) Pregação (3) Presb. Udilson Soares Ribeiro (1) presbiterianismo (1) Presbiterianos em Sergipe (1) Prof. Dr. William de Siqueira Piauí (1) PRONA (1) propriedade privada (1) protesto (5) pureza (1) química (1) R. R. Tolkien (1) rádio (1) Rebanhão (1) redenção (1) Reforma Protestante (8) religião (2) resistência (1) ressurreição (1) Rev. Gilmar Araujo Gomes (3) Rev. Ruben Viana (1) revolta (2) revolução (6) Revolução Cultural (3) Revolução Francesa (1) rio São Francisco (1) Roberto Campos (1) Robespierre (1) Roda Viva (1) Romanismo (3) Rookmaaker (1) Rowan Atkinson (1) Salomão (1) saúde (1) secularismo (3) seita (2) Semana Teológica (1) sergipano (2) Sergipe (5) sexo (2) shalom (1) Sibéria (1) Simão Dias (2) simbologia (2) símbolos cristãos (1) sistema conciliar (3) sistema de governo (7) sistema federativo (2) socialismo (2) Star Wars (1) Stênio Marcius (4) Suécia (1) Tabernáculo (1) Taiga (1) Taxonomia (1) tecnologia (1) televisão (1) teodiceia (1) Teologia (12) terrorismo (5) terrorista (2) Testemunho (4) Tiago Iorc (1) tirania (2) totalitarismo (6) Tunísia (1) UFS (3) Universidade Presbiteriana Mackenzie (5) utopia (1) Verdade (3) Victor Hugo (1) vida (1) vida rústica (1) Vídeos (21) votos (1) Wittenberg (1) Zusha Music (1)

Nosso recall - AS MAIS ACESSADAS

GUERRILHA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MAIS ALIMENTO

---------------------- Reina-Valera (RVR 1995) ---------------------- Nouvelle Edition de Genève (NEG1979) ---------------------- New International Version (NIV) ---------------------- ---------------------- ---------------------- FONTE: https://www.biblegateway.com/usage/votd/custom_votd/?version=NIV

CANÇÃO PARA JÓ - Gladir Cabral

https://w.soundcloud.com/player/?visual=true&url=https%3A%2F%2Fapi.soundcloud.com%2Ftracks%2F130150703&show_artwork=true&=